Páginas topo

CASACOR 2019

CASACOR 2019: Jardim é inspirado na arquitetura californiana de Palm Springs. O paisagismo assinado por  Marianne Ramos destaca plantas sustentáveis e de clima árido, como cactos, agaves, dracena e suculentas, além de samambaias. A forração de pedra é outro recurso utilizado que facilita a manutenção e reforça a forte atmosfera de brasilidade do ambiente. As paredes se comunicam com a vegetação: plantas acima dos cocares, estantes misturadas com folhagens, parede azul com cactos, criando uma atmosfera fresca, de leveza.

Na primeira imagem podemos ver várias plantas ornamentais, e entre elas algumas plantas que chamam atenção atrás do sofá, que são vários cactos CEREUS.

Nessa segunda imagem novamente podemos ver que os cactos CEREUS. 


E nessa última imagem podemos ver  três belos cacto COROA DE FRADE (MELOCACTUS)  entre a forração.  


Fotos: Renato Navarro. 


ECHINOPSIS

 1. ECHINOPSIS EYRIESII

Uma espécie de glóbulos verdes escuro, mais tarde se alongando. Flores são noturnas, abrindo depois da tarde no verão, são de cor branca. Precisa de luz solar; Argentina, Uruguai, sul do Brasil.

2. ECHINOPSIS PACHANOI ou Cacto de SAN PEDRO

É um multi-colunar que se propaga por corte ou sementes, floresce em Julho, durante a noite gosta de luz solar total ou parcial. Os rebentos desse cacto podem conter pequenas quantidades de mescalina (droga alucinógena). Equador e Peru.

3. ECHINOPSIS HAKU-JO

Esta planta é originária do Japão, o crescimento bizarro e anormal. Obviamente relacionados à E. multiplex e E. tubiflora, poderá revelar-se apenas uma mutação. As flores são branco creme, florescem por dias no verão. Requer ligeira sombra.

4. ECHINOPSIS HAKU-JO CRISTATA

Outro tipo de crescimento anormal denominado "mostrose" ou "topetudo". Descrição das flores e requisitos são os mesmos que para E."Haku-jo".

5. ECHINOPSIS OXYGONA

Caules Globulares que da a forma cilíndrica a essas plantas. Espinhos são pálido-acastanhada. Floração diurna no verão, cor rosa pálido, internamente, externamente e avermelhada. Necessidades pleno sol; Origens: sul do Brasil, Argentina, Uruguai.

ASTROPHYTUM

 O gênero Astrophytum é originário do México e EUA e contém cactos que crescem entre as rochas ou sob solo sob vegetação seca, e devem ser cultivados em vasos, em substrato arenoso. É composto por 6 espécies: A. asterias, A. capricorne, A. caput-medusae, A. coahuilense, A. myriostigma e A. ornatum. Astrophytum asterias ocorre no norte do México e sul dos Estados Unidos (Texas). São plantas pequenas e de crescimento lento, porém são as mais procuradas de todo o gênero devido à sua forma geométrica. Existem inúmeras variedades. Aqui oferecemos a forma ? típica? que normalmente apresenta 8 costelas. O seu cultivo requer substrato mineral bem drenado, e regas limitadas no verão e mantido totalmente seco durante o inverno, exceto um pequeno spray ocasional para não desidratar. Pode ser enxertado. Atenção: a germinação de sementes de cactos requer luz, e estas não devem ser recobertas com terra, e sim plantadas na superfície do composto. Tempo de germinação: aprox. 10 dias.

1. ASTROPHYTUM MYRIOSTIGMA FORMA. QUADRICOSTATUM
Uma interessante variedade no que diz respeito de costela de formação. Tem uma cor verde-acinzentado quase roxo, com amplas costelas distintas entre sulcos. As flores e as exigências são as mesmas da maioria das espécies. México (áreas centrais).


2. ASTROPHYTUM MYRIOSTIGMA FORMA. Mirakuru Kabutu

Uma variante extraordinária conhecida a partir de apenas um indivíduo de campo coletados de plantas e vendidos a um preço elevado no Japão. Propagação tem sido possibilitada por polinização cruzada com a típica forma ou por enxerto. A tradução do título japonês "milagre vegetal".


3. ASTROPHYTUM MYRIOSTIGMA FORMA. LOTUSLAND
Uma peculiar monstrose. Nome da forma que foi desenvolvido em cultivo no Jardim Botânico, Lotusland, em Santa Barabara, Califórnia, por isso o nome da forma. Flores nessa espécie são raras; as flores são amarelas.


4. ASTROPHYTUM MYRIOSTIGMA FORMA. CRASSISPINUM
Uma variedade rara encontrada principalmente em Coahuila. Têm espinhos espessos. Florescem no Verão, as flores são longas, cores vermelho e amarelo. Norte do México.


5. ASTROPHYTUM MYRIOSTIGMA FORMA. POTOSINUM
Esta variedade é semelhante com outras da espécies de forma e de outras características exceto que o corpo da planta tem poucas ou nenhumas escamas esbranquiçadas ou lã, permanecendo completamente verde, e é sinônimo possivelmente com a variedade. Flores e requisitos são os mesmos que para as espécies. México (áreas centrais).

REBUTIA

1. REBUTIA HELIOSA FORMA. CONDORENSIS

Verde-acinzentada agrupam-se plantas. Flores no verão, as flores são de cor vermelho-arroxeadas. Requer ligeira sombra; Bolívia (Tarija).

2. REBUTIA MARSONERI FORMA. BREVISPINA

Na maioria dos aspectos é semelhante aos outros tipos, mas o branco das aréolas é menos acastanhada nos espinhos. É muito atraente na forma. Os requisitos são os mesmos que para as espécies. Norte da Argentina.

3. REBUTIA SENILIS

Um ultra-verde, são achatado-aglomerados globulares. Auréolas são brancas.Emaranhados e frequentemente juntos. No verão, as flores são de cor vermelho carmim, aparecem por dias. Em raras ocasiões uma forma interessante se desenvolve, e invariavelmente a escalada arranjo é muito evidente, juntamente com a profusão de flores. Requer muita luz. Argentina.

4. REBUTIA HELIOSA

Cinza-esverdeado, ligeiramente achatado globulares cilíndrico. Aréolas castanho-feltrados. Florescem no Verão, as flores as flores podem ser de cor laranja ou avermelhada. Requer ligeira sombra. Bolívia (Tarija).

5. REBUTIA FABRISII
Formam uma espécie de moita composta por formas globulares. As aréolas são esbranquiçadas e amarelas com numerosos espinhos de igual forma colorida. Floração no Verão, as flores são vermelhas, longas. Precisam de luz; Argentina.

MAMMILLARIA

Mammillaria é um dos maiores gêneros da família Cactaceae cactos, contendo mais de 350 espécies e variedades reconhecidas (junho 2007). Seu tipo de espécies foi descrita pela primeira vez por Carolus Linnaeus como Cactus mammillaris em 1753, um nome derivado do latim = mammilla, aludindo aos tubérculos, que são uma característica do gênero. A característica do gênero é o desenvolvimento da aréola, que é dividido em duas partes distintas, uma ocorre no ápice e da base ou axila. O fundo não é difícil e pode ser coberta com cerdas ou lã, no entanto. A parte inferior da aréola produz flores e frutos e é um ponto de ramificação. A maior parte delas são nativas do México, e algumas das sudoeste Estados Unidos. UU., Caribe, Colômbia, Venezuela, Guatemala e Honduras.
1.Mammillaria Albilanata 
2.Mammillaria Carmenae
1.Mammillaria luethyi 
2.Mammillaria Elongata Crestada 

1.Mammillaria polythele
2.Mammillaria theresa


Melocactus zehntneri Coroa de Frade

A pedidos mais informação sobre o Melocactus ou Coroa de Frade 

Nome Científico: Melocactus zehntneri conhecido no Brasil como Coroa de Frade
Família: Cactaceae
Características Morfológicas: Essa espécie, de corpo globoso e suculento, possui polos truncados. Mede entre 15 e 25 centímetros de altura. É coberta por espinhos eretos ou curvos.
Origem: Brasil
Ocorrência Natural: Nativa das caatingas do Nordeste brasileiro.
Essa espécie é típica da Caatinga brasileira. As flores formam-se na parte de superior da planta, sob o tronco verde, e são levemente róseas. Normalmente aparecem no verão. Os frutos, quando caem, deixam um buraco, que depois fecha naturalmente. São consumidos por alguns animais, caso dos lagartos.

Esse cacto resistente a solos áridos e arenosos. Também é adequando para vasos, mas deve ser cultivado a pleno sol. Essa espécie é mais sensível ao frio. Sua polinização acontece através de sementes diminutas, já que não emite brotações. 
Saiba mais:
Plantas Ornamentais do Brasil, de Harri Lorenzi e Hermes Moreira de Souza.

Sustentabilidade

Rilee Leblanc, o conhecido como "médico dos cactos", observa sua equipe endireitando um cacto saguaro na casa de Ray e Virginia Olivas em Mesa, no Arizona, no dia 8 de janeiro de 2015. As plantas do deserto que Leblanc se preocupa tanto estão renascendo no Estado americano devido a promessas de sustentabilidade e economia na conta de água, que aumentou durante o período de seca na região. 
 


 
 

Coleção de Cactos de Marlene

Sempre temos perguntas de como montar um cactário, essa é uma boa ideia de uma pequena estufa onde você poderá usufruir bem de seus cactos livrando das chuvas que são grandes vilões dos cactos e de insetos como cochonilhas e outros.